Em Paris, 1965, Jean Dinh Van montou a sua oficina com uma única ambição: inventar joias essenciais, menos formais e mais pessoais. O artista oferece criações que espelham as mulheres, longe dos constrangimentos tradicionais: necessidades estéticas, desconforto de peças enormes e frustração quanto aos limites para o seu uso, reservado para ocasiões especiais.

Uma criação dinh van destaca-se bem e pode distinguir-se de milhares de outras. Contemporânea e intemporal, oferece formas puras, simples e delicadas, a mulheres, homens e crianças.

Pulseiras, pendentes e anéis brincam com o excesso e o nada. A dimensão destas peças sensuais e essenciais é revelada ao tornarem-se unas com quem as usa. Alguns símbolos universais, nascidos da observação otimista do seu tempo, foram responsáveis pelo sucesso da marca, nomeadamente: Cible, Chinese Pi, Seventies e dinh van Menottes.

O seu carrinho

Subtotal